Nosso Blog

3 maneiras de construir um onboarding eficaz

Onboarding, também conhecido como socialização ou integração organizacional, se refere ao mecanismo pelo qual novos funcionários adquirem o conhecimento, as habilidades e os comportamentos necessários para se tornarem membros e insiders organizacionais. 

 

As táticas usadas neste processo incluem reuniões formais de apresentação, palestras, vídeos, materiais impressos ou orientações baseadas na cultura da organização.

 

Estudos documentaram que as técnicas de socialização, como a integração, e as atividades de reconhecimento, levam a resultados positivos para os novos funcionários. Isso inclui maior satisfação no trabalho, melhor desempenho no trabalho, maior comprometimento organizacional e redução do estresse ocupacional.

 

Os benefícios do onboarding

 

Um onboarding eficaz estabelece a base para uma experiência bem-sucedida dos novos colaboradores.

 

A partir dele, é possível reduzir o desgaste e aumentar o engajamento com os valores da organização, o que impactará não apenas a retenção de novos talentos, mas também a satisfação do cliente, que são cruciais para um resultado financeiro bem-sucedido. 

 

Então, como você começa a construir um onboarding que vai atingir esses objetivos? 

 

Anote isso: um onboarding eficaz ajudará a garantir que uma nova contratação comece com o pé direito. Desde os processos essenciais, como preencher papeis e registrar-se em um novo endereço de e-mail, até as sessões de treinamento aprofundado, um forte programa de integração tem o potencial de preparar um funcionário para o sucesso. 

 

Isso inclui utilizar as ferramentas certas, aproveitar os recursos existentes e ser compreensivo em geral com o estresse de começar em um novo emprego. Felizmente, há muitas maneiras pelas quais as empresas podem criar programas sólidos para seus novos funcionários. 

 

Abaixo estão três maneiras pelas quais o RH pode criar programas de onboarding fortes e duradouros 

 

  1. Ofereça aos funcionários um ambiente de baixo estresse para aprender os processos da empresa

 

O objetivo final de um programa de integração é dar aos novos funcionários tempo e espaço para se ajustarem às suas funções na empresa. O onboarding serve como um campo de treinamento, proporcionando aos novos contratados os melhores recursos necessários para o sucesso em seu novo cargo. Se uma empresa optar por pular o onboarding e colocar o novo contratado no meio de um turbilhão de informações, ela corre o risco de o funcionário ficar sobrecarregado e desorganizado.

 

A integração oferece aos novos colaboradores a oportunidade de aprender como atender às expectativas da empresa e desempenhar adequadamente suas funções. A integração também incentiva a priorizar a produtividade desde o primeiro dia. Ficou demonstrado que as empresas com um forte processo de integração melhoram a produtividade de novas contratações em mais de 70%.

 

Crie agendas para os primeiros dias para dar aos novos contratados uma ideia do que esperar no futuro. Isso não apenas os ajudará a se sentirem mais estruturados, mas também lhes dará a oportunidade de fazer perguntas com base nas tarefas estabelecidas nas agendas. Dar aos funcionários uma ideia do que esperar nas funções do dia-a-dia é uma ótima maneira de definir expectativas claras e preparar o novo contratado para o sucesso. 

 

Considere a implementação de programas online, como a plataforma da Umentor, com uma Universidade Corporativa na qual é possível automatizar os cursos de treinamento, que os funcionários podem ver em seu próprio ritmo. Isso oferece uma maneira de aprender os procedimentos da empresa sem ter que participar de sessões de treinamento demoradas.

 

  1. Simplificação de processos por meio da tecnologia

 

O onboarding cria uma carga de trabalho pesada tanto para profissionais de RH quanto para novos funcionários. Uma equipe RH gasta cerca de 130 horas por mês gerenciando processos de integração. 

 

No entanto, ao utilizar uma tecnologia de RH, as equipes podem reduzir significativamente o tempo que ocupa com a papelada e se concentrar em aclimatar o funcionário em sua posição. Da digitalização dos currículos enviados à geração de uma carta de oferta, a tecnologia automatizada de RH agiliza os processos demorados.

 

Veja aqui: O que é uma RH tech?

 

Além disso, facilitam o cronograma de onboarding para o funcionário, que pode fazer upload de uma foto com as informações necessárias. Além disso, a tecnologia de RH costuma ser mais segura do que as estratégias tradicionais de integração. Preencher a papelada digital é muito mais seguro do que trocar um pacote de documentos confidenciais de um lado para outro.

 

  1. Crie um sentimento de conexão com a empresa e entre si

 

Está provado que os colaboradores que sentem uma conexão com os valores de suas empresas são mais produtivos, e muitas vezes, permanecem por mais tempo do que aqueles que não têm sentimento com o propósito do trabalho que estão fazendo. 

 

Um motivo maior para um processo de onboarding bem feito é apresentar aos novos contratados a cultura da empresa e fornecer a oportunidade de identificação ao começar um novo trabalho.

 

Resumindo, uma boa experiência de onboarding pode definir o tom para a experiência do colaborador. Priorizar o aprendizado, fazer perguntas e conhecer os colegas de equipe ajuda muito a mostrar a um novo contratado que a empresa se preocupa com seu bem-estar e deseja que ele tenha uma experiência positiva.

 

Veja aqui: O que é Employee Experience e como realizar na minha empresa?

 

 Com planejamento estratégico, uma tecnologia de RH útil e uma abordagem adaptável, as organizações podem efetivamente integrar novas contratações para resultar em funcionários produtivos que se sintam confortáveis em contribuir para o sucesso geral da empresa.

 

Colaboradores não engajados são muito caros para as organizações em termos de desempenho lento e despesas potenciais de recontratação. Com o onboarding, pode haver resultados de curto e longo prazo. 

 

Os resultados de curto prazo incluem: autoeficácia, clareza de papéis e integração social. Autoeficácia é a confiança que um novo funcionário tem ao entrar em um novo emprego. A clareza do papel é a expectativa e o conhecimento que eles têm sobre a posição. A integração social são os novos relacionamentos que eles formam e o quão confortáveis eles se sentem nesses relacionamentos, uma vez que tenham assegurado essa posição. 

 

Os resultados de longo prazo consistem em: comprometimento organizacional e satisfação no trabalho. O grau de satisfação do funcionário após a integração pode ajudar ou impedir o sucesso da empresa. 

 

E, então, esse conteúdo foi útil? Não deixe de compartilhar e visitar nossas redes sociais para mais @umentoroficial 

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias