Nosso Blog

6 práticas de RH que a sua empresa deve evitar

Você provavelmente já sabe sobre a importância de valorizar as pessoas numa empresa. No entanto, gerir os recursos humanos (RH) de uma organização é uma atividade desafiadora e alguns erros são comuns nesse processo. Por isso, selecionamos práticas de RH que devem ser evitadas para que a sua empresa tenha uma gestão de pessoas realmente eficiente.

Deixar o processo de integração de lado

Os primeiros passos de um colaborador numa empresa são muito relevantes para o restante de sua jornada. Logo, deixar o processo de integração de lado é um grande erro. Afinal, essa é uma das práticas de RH fundamental para que ele absorva a cultura da organização, tire dúvidas e, é claro, se sinta valorizado e bem recebido.

Com um roteiro pensado, a recepção do novo integrante do time vai deixá-lo mais à vontade. Certamente ele também estará melhor preparado para começar a exercer sua função de maneira eficiente. Crie uma cultura de boas-vindas na sua empresa e perceba como ela vai refletir positivamente no seu time!

Não investir em práticas de RH para conquistar os colaboradores

A rotatividade é um dos problemas mais recorrentes entre as empresas. Além de gerar grandes custos, ainda desgasta a equipe e prejudica o clima organizacional. Por isso, achar que você não precisa de práticas de RH para conquistar o seu colaborador é um grande erro. Afinal, se ele for competente, outras empresas podem atraí-lo e você sairá perdendo.

Então, fortaleça os laços com o seu time! Demonstre que a empresa realmente se importa com o crescimento de cada um – e também do grupo como um todo. Algumas formas de fazer isso é oferecendo capacitações aos seus colaboradores, promovendo momentos de confraternização e criando uma política de valorização.

Esquecer dos indicadores

Sem relatórios com indicadores inteligentes, você vai estar contando com a sorte ou em “achismos” que vão lhe custar tempo e dinheiro. Portanto, o uso desses dados torna a gestão mais confiável, mostrando a origem de problemas e um caminho mais claro para corrigi-los.

Também permite que você trace metas realistas, que estimulem ao invés de frustrar. Alguns deles são: índice de rotatividade, absenteísmo, tempo médio de empresa, produtividade e investimento em treinamentos. Assim, tendo indicadores como esses em mãos, a sua gestão será muito mais estratégica.

Gerir RH sem avaliação de performance

Uma das práticas de RH pouco aplicada é a avaliação de performance. A ausência dessa prática resulta em problemas como a rotatividade e falta de produtividade. Afinal, como pedir que os colaboradores trabalhem melhor se você não sabe dizer a eles onde está o problema?

Além disso, com essa análise também é possível identificar os pontos fortes de cada pessoa e buscar formas de aproveitá-los.

Não se comunicar corretamente com os colaboradores

Uma das práticas de RH mais fundamentais é a boa comunicação. Sem isso, atividades simples ficam comprometidas. Se você acha que é trabalhoso investir nesse diálogo, saiba que essa negligência custa caro.

Uma empresa que não conversa com seus colaboradores compromete o clima organizacional, não consegue resolver problemas e cria muitos outros por conta da falta dessa troca de ideias.

Ademais, outra prática de comunicação necessária para o crescimento do colaborador é o feedback. Não deixe para conversar com os integrantes do time apenas quando as coisas vão mal.

feedbacks frequentes, valorizando pontos positivos e incentivando melhorias. Quando feito de maneira assertiva e empática, ele têm o poder de engajar as pessoas.

Ainda, para tornar a comunicação mais fluida invista em canais e mostre que os gestores estão abertos ao diálogo. Realmente dê importância à voz dos seus colaboradores e os convide para participar da construção de estratégias pertinentes à empresa. Muitas vezes, surgem soluções brilhantes de onde você menos espera!

Deixar de reconhecer os resultados

Nada é mais frustrante para um colaborador do que se dedicar em um trabalho e não ser reconhecido. A falta de reconhecimento deixa as pessoas desmotivadas e as torna indiferentes quanto aos resultados desejados pela companhia.

Para fugir desse cenário, invista numa política de valorização, com recompensas que vão além das palavras. Entenda o que eles realmente desejam e adapte de maneira viável para a empresa.

Por exemplo: criar uma campanha interna entre os seus vendedores, premiando com uma viagem especial aquele que tiver as melhores vendas. Com certeza isso vai deixá-los mais motivados a conquistar melhores resultados.

Não investir em treinamentos

Por último, mas não menos importante: não deixe de treinar seus colaboradores. O mercado é dinâmico e as habilidades que os profissionais precisam para cumprir bem suas funções mudam com frequência.

Por isso, treinos e capacitações são fundamentais se você quer pessoas atualizadas na sua empresa. Além disso, são ótimas ferramentas para manter seu time engajado para conquistar os melhores resultados.

Dar atenção a boas práticas de RH é fundamental quando o assunto é o crescimento de uma empresa. Afinal, ela é feita, sobretudo, de pessoas! Então, quando uma empresa evolui, as pessoas evoluem junto. Aqui na Umentor, nós chamamos isso de crescimento convergente.

Se é isso que você deseja para o seu negócio, está na hora de conhecer os nossos serviços – com ferramentas que dão apoio desde a seleção até aos treinamentos e gestão de performance. Entre em contato conosco para avaliarmos juntos quais as melhores soluções para o seu caso. Continue acompanhando nosso blog e nos siga nas redes sociais.

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias