Nosso Blog

LinkedIn Global Talent Trends: 4 tendências para os gestores de RH

Um estudo realizado pelo Linkedin mapeou as 4 principais tendências para os RHs. A Umentor fez uma tradução livre do estudo que pode ser acessado na íntegra em inglês aqui

 

Veja agora as 4 tendências para atrair e reter talentos!

 

TREND 1: Employee experience (Experiência do Colaborador)

Sua empresa também trabalhará para os funcionários – não apenas o contrário.

 

TREND 2: People analytics (Análise de Pessoas)

Insights significativos que constituirão as decisões do RH em todos os níveis. O uso de sistemas especializados para um melhor entendimento sobre o papel de cada um no negócio.

 

TREND 3: Internal recruiting (Recrutamento Interno)

Se você conseguir reter talentos, sua próxima contratação virá de dentro de sua empresa. 

 

TREND 4: Multi-gen workforce (Força de trabalho multigeracional)

Da Geração Z aos Baby Boomers e além, um bom talento provará ser eterno.

 

Vamos entender cada uma dessas tendências mais a fundo? 

 

1) O que é Employee experience?

Experiência do colaborador ou Employee experience (EX) é tudo o que um funcionário experimenta, observa,  sente e compartilha como parte de sua empresa. Melhorar a experiência dos colaboradores  pode ajudá-lo a atrair e reter talentos.

 

Por que a Experiência do colaborador é importante? 

 

Os colaboradores costumavam obedecer a tudo o que os empregadores demandavam. Porém, nos últimos anos, essa dinâmica mudou fundamentalmente. 

As organizações agora estão se adaptando aos trabalhadores (que são, na verdade, talentos) – os entendendo, investindo e os envolvendo com a cultura da organização para criar uma experiência de trabalho melhor.

 

96% dos gestores e analistas de RH e recrutadores dizem que a experiência do funcionário está se tornando cada vez mais importante.

 

Melhorando o tempo todo

 

“Employee experience” se tornou um dos termos mais badalados no mundo dos negócios nos últimos tempos. Conforme a pesquisa, o número de organizações que promovem o EX (Employee experience) cresceu 3x. 

 

Mas toda essa atenção extra fez alguma diferença? 

 

Sim: dois terços dos profissionais de RH (68%) dizem que a experiência dos colaboradores em suas empresas melhorou nos últimos anos – mas há muito espaço para crescer.

 

5 principais áreas para melhoria

 

Porcentagem de profissionais de RH que afirmam que sua empresa deve melhorar nos seguintes processos:

  1. Remuneração e benefícios – 48%
  1. Processos administrativos simplificados – 40%
  1. Gestão aberta e eficaz – 38%
  1. Ferramentas e tecnologias intuitivas – 38%
  1. Treinamento contínuo de funcionários – 38%

Fonte: Relatório de Tendências de Talentos Globais do LinkedIn, 2020

 

 

Priorize o que é importante para os funcionários

 

As empresas precisam trabalhar em questões que vão desde o básico como o pão com manteiga e o café,  também os salários e processos administrativos – até as mudanças culturais mais profundas em torno de gerenciamento e treinamento. 

 

Veja aqui a Desenvolvimento de pessoas: a importância para o RH estratégico.

 

Para fazer um progresso significativo, certifique-se de agir sobre o que mais interessa aos seus colaboradores..

 

“Employee experience diz respeito a fazer coisas com seus funcionários, não para eles.”

Mark Levy

Ex Head of Employee Experience da Airbnb e Allbirds

 

2) O que é People analytics?

 

A análise de pessoas ou People analytics usa dados para medir e melhorar o RH e as operações de contratação. Ele pode incluir práticas como rastreamento de desempenho e contratação, identificação de riscos, planejamento estratégico da força de trabalho, treinamento e desenvolvimento de pessoas. 

 

Veja aqui RH Ágil: o que é e como implementar?

 

 

Por que o People analytics é importante?

 

Na última década, a revolução da análise de pessoas foi anunciada como uma nova era para o RH. O único problema? Foi uma revolução para uma pequena elite, não para as massas. 

 

Embora algumas empresas tenham lucrado com People analytics por anos, a maioria das empresas tem trabalhado com o básico – mas isso está prestes a mudar: 73% das empresas dizem que será uma grande prioridade nos próximos cinco anos.

 

55 % das empresas dizem que ainda precisam de ajuda com análises básicas de pessoas.

 

A nova habilidade em RH

 

O RH e o recrutamento estão se tornando muito amigáveis ​​aos dados – e isso está acontecendo rapidamente. Os Gestores de RH estão rapidamente adquirindo habilidades de análise de dados e as trabalhando em uma série de práticas diferentes. 

 

Os mais comuns são medir o desempenho dos funcionários (68% das empresas), planejar e orientar a força de trabalho (58%) e avaliar os canais de recrutamento (48%).

 

Entre os RHs houve um aumento de 242% na contratação de profissionais com habilidades de análise de dados listados no LinkedIn nos últimos cinco anos.

 

Trate os dados dos funcionários com respeito

 

Apesar de toda a promessa do People analytics, é preciso ter cuidado.. Como as empresas podem coletar cada vez mais dados sobre seus funcionários, é fundamental que usem esses dados de forma ética, transparente e com o consentimento dos funcionários. Respeitando, aqui no Brasil a LGPD.

 

“Se construirmos confiança e usarmos os dados pessoais de forma ética, poderemos fornecer dados significativos para a organização e para as pessoas que trabalham para ela.”

David Green

Diretor Executivo na Insight222

 

3) O que é recrutamento interno?

 

O recrutamento interno consiste em  preencher cargos em aberto com funcionários existentes de outra equipe, departamento ou função. Também é conhecido como mobilidade interna ou mobilidade de talentos.

 

Por que o recrutamento interno é importante?

 

A escassez de talentos tem sido um tópico prioritário do RH e dos recrutadores de profissionais há anos, já que as empresas enfrentam uma competição cada vez mais acirrada pelas habilidades mais exigidas no mercado. Talvez seja por isso que 73% deles dizem que o recrutamento interno é cada vez mais importante para a empresa.

 

O recrutamento interno aumentou 10% desde 2015.

 

Porcentagem de profissionais de RH que pontuam que o recrutamento interno oferece os seguintes benefícios:

 

Melhora a retenção – 81%

Acelera a produtividade de novas contratações – 69%

Acelera o processo de contratação – 63%

Fonte: Relatório de Tendências de Talentos Globais do LinkedIn, 2020

 

 

Uma ferramenta de retenção forte

 

O recrutamento interno envolve mais do que apenas encontrar talentos, diz respeito também a manter ótimos colaboradores. 

]

Seus melhores funcionários mudarão de função mais cedo ou mais tarde – é melhor eles se moverem dentro da empresa do que fora.

 

Os colaboradores  ficam em média 41% mais tempo em empresas com alta porcentagem de recrutamento interno em comparação com aquelas com baixa contratação interna, de acordo com os dados do LinkedIn.

 

Aprenda a desapegar e os funcionários ficarão

 

Uma vez que parece um grande acerto para empresas e colaboradores, você pode se perguntar por que o recrutamento interno não é muito comum. 

 

De acordo com nossa pesquisa, a barreira nº 1 eram os gestores que não queriam abrir mão de bons talentos nas equipes para formar outras. É por isso que melhorar o recrutamento interno não se trata apenas de mudar as políticas, mas também de mudar a cultura da empresa.

 

“Nenhum de nós pode‘ possuir ’um funcionário. Se alguém está contratando um funcionário de sua equipe, isso não é caça ou roubo. São dois gerentes colaborando para a vitória da empresa”. 

Chuck edward

Chefe de Recrutamento da Microsoft

 

4) O que é força de trabalho multigeracional?

 

A força de trabalho multigeracional se refere ao fenômeno cada vez mais comum de ter várias gerações trabalhando juntas (ou seja, Baby Boomers, Geração X, Geração Y e Geração Z) e a forma como as empresas os recrutam e gerenciam.

 

Veja aqui Como liderar diferentes gerações.

 

Por que a força de trabalho multigeracional é importante?

 

As diferenças geracionais são tão antigas quanto as próprias famílias. Mas com o aumento da idade média de aposentadoria, eles nunca foram tão comuns no local de trabalho. Os profissionais RH estão fazendo um balanço para valorizar o que cada geração tem a oferecer.

 

89% dos profissionais de  RH e contratação dizem que uma força de trabalho multigeracional torna uma empresa mais bem-sucedida.

 

Celebrando pontos fortes

 

No total, cada geração tem preferências, qualidades e comportamentos diferentes: os trabalhadores da Geração Z são os que mais valorizam as oportunidades de treinamento; os millennials são os mais propensos a ter habilidades de análise de dados; e os funcionários da Geração X tendem a permanecer mais tempo nas empresas do que os membros de qualquer outra geração.

 

Os números abaixo mostram a permanência média dos funcionários por geração, de acordo com os dados agregados do LinkedIn. A Geração Z não está incluída, devido ao histórico limitado dos membros na força de trabalho.

 

Tempo médio de trabalho do funcionário

Millenials 34% mais curto que a média

Geração X 22% a mais que a média

Baby Boomers 18% a mais que a média

Fonte: Relatório de Tendências de Talentos Globais do LinkedIn, 2020

 

Reconheça a todos como indivíduos

 

É fundamental lembrar que essas diferenças existem apenas no agregado. Cada funcionário é um indivíduo com seus próprios desejos, habilidades e estilos de trabalho. E embora cada faixa etária possa ter suas próprias características, há muito mais coisas que todas as gerações têm em comum.

 

“As organizações que dedicam tempo para romper estereótipos e mitos podem criar uma confiança tremenda, trabalho em equipe, comunicação e abertura que revelam o potencial de cada geração”.

Jason Dorsey

Especialista geracional e autor

 

Cultive um ambiente de trabalho inclusivo

 

  • ✓ Vá além dos estereótipos baseados na idade para atender a todos os funcionários;
  • ✓ Promova interações informais entre gerações;
  • ✓ Criar segurança para todos os trabalhadores compartilharem seus conhecimentos.

 

Gostou desse conteúdo? Esta é um pesquisa importante para compreendermos as tendências do RH no Brasil e no mundo!

 

Que tal solicitar uma demonstração e fazer parte da Umentor na transformação do seu RH?

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias