Nosso Blog

LMS X LXP: saiba a diferença

O COVID-19 e as tecnologias de comunicação e informação causaram grandes transformações não somente na maneira como nós estamos trabalhando, mas também de como estamos aprendendo e nos educando dentro das organizações.

 

Como resultado, você pode estar se perguntando: o que precisamos no futuro? Um LMS ou um LXP? Essas são duas siglas que qualquer pessoa que trabalha com gestão de pessoas precisa estar ciente em 2022. 

A resposta não está em apenas um desses sistemas (e vai além da exploração da diferença entre LMS x LXP). Você precisa de ambas as plataformas de aprendizagem para um treinamento corporativo eficaz e aprendizagem colaborativa

 

Você deve estar pensando: Mas o que isso significa? 

 

Por isso, separamos para você os principais aspectos de um LMS e um LXP, definindo ambos os termos e buscando entender qual é a diferença entre um LMS e um LXP?



O que é um LMS?

 

LMS significa Learning Management System. Em comparação com LXP, LMS é um termo mais antigo e mais conhecido. Provavelmente é o que você imagina quando pensa em uma plataforma de aprendizagem digital.

 

Pesquisas recentes indicam que, no final de 2025, o mercado global de LMS valerá US $ 28 bilhões.

 

Consequentemente, é importante para qualquer pessoa que trabalhe com gestão de pessoas ter a compreensão do que é um LMS.  Um LMS é um sistema projetado para a administração, entrega, rastreamento e relatórios de iniciativas de aprendizagem e desenvolvimento. 

 

É onde você hospeda, entrega e rastreia seu conteúdo de treinamento.  Basicamente, um LMS é o padrão tradicional da indústria. Como o nome sugere, ele é normalmente usado para hospedar, administrar e gerenciar o aprendizado dos usuários, focando principalmente em processos de aprendizado formalizados, como certificações e treinamento de conformidade.

 

O que é um LXP?

 

LXP significa Learner Experience Platform. Como o nome indica, um LXP coloca muito mais controle nas mãos do aluno, enfatizando a aprendizagem social e colaborativa. Comparado a um LMS, um LXP coloca menos foco no treinamento formalizado e mais ênfase na experiência geral de aprendizagem.

 

Os LXPs geralmente se concentram mais na aprendizagem social, informal e colaborativa. Isso pode incluir permitir que os alunos criem seu próprio conteúdo, que pode ser compartilhado na plataforma. 

 

Em contraste com um LMS, Plataforma de Experiência de Aprendizagem (LXP) é um termo muito mais recente. O Filtered Learning estima que o termo entrou em voga recentemente, em 2018. Mesmo assim, os LXPs estão rapidamente ganhando popularidade.

 

Um LXP possui uma variedade de recursos em um único portal, permitindo uma diversidade de métodos para envolver os alunos, como trilhas de aprendizagem personalizadas e aprendizagem social

 

Simplificando, os LXPs têm tudo a ver com o aluno. A experiência do aluno é colocada à frente e no centro com uma ênfase muito maior na aprendizagem personalizada, envolvente e colaborativa para aprimorar sua experiência de aprendizagem.

 

Também é importante notar que, uma vez que LXP é um termo muito mais recente, ele não é tão bem definido quanto um LMS. Como tal, a definição exata de um LXP é mais fluida, por isso pode significar coisas diferentes para organizações diferentes.

 

Qual é a diferença entre um (LMS) e um (LXP)?

 

Uma diferença fundamental entre o LMS e o LXP é a natureza aberta e ascendente de um LXP, que incentiva a aprendizagem social e baseada em curadoria entre os funcionários em comparação com a abordagem formalizada de um LMS.

 

No LMS o acesso para publicação de conteúdo é restrito. Por isso, sua estrutura é vertical: existe uma hierarquia entre quem produz/publica material e quem assimila as informações disponíveis na ferramenta. O material de aprendizagem – organizado e carregado por um administrador – é atribuído a um determinado grupo (curso de certificação de e-learning corporativo para funcionários que lidam com o cliente) com base nas necessidades formais de negócios, como manutenção de conformidade, integração ou habilidades e competências relacionadas ao trabalho.


Com um LXP, no entanto, os funcionários podem contribuir, compartilhar ou selecionar conteúdo. Eles também podem interagir uns com os outros e criar recursos personalizados para seus departamentos ou colegas. Na plataforma LXP, tudo está voltado para o usuário em um ambiente aberto. O aprendizado ocorre pela própria jornada trilhada pelo colaborador que pode encontrar as respostas que procura, além de levantar todas as perguntas que lhe forem necessárias, sem intermediário.

Gostou desse conteúdo?

Que tal solicitar uma demonstração e fazer parte da Umentor na transformação do seu RH?

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias