Nosso Blog

Planejamento de RH para 2022: Pessoas e tecnologia conduzirão o local de trabalho

Nos últimos anos vimos diversas transformações nas tendências de trabalho e gestão de pessoas. Enquanto no ano passado houveram demissões, cortes salariais e trabalho remoto, este ano os números mostram altas taxas de turnover e insatisfação com o trabalho. 

 

A pergunta a se fazer é: O que será que 2022 nos reserva em termos de planejamento do RH e trabalho?

 

O ADP Research Institute, líder global em pesquisa de mercado de trabalho e desempenho de funcionários, fez uma pesquisa recente que mostra algumas tendências que irão moldar os próximos anos de trabalho. 

 

A seguir estão as principais tendências:

 

  1. O engajamento com os colaboradores será redefinido 

 

Estamos vivendo em um novo normal, onde mais empresas estão explorando modelos de trabalho remotos e híbridos para atender às preferências tanto do mercado quanto dos próprios colaboradores. 

 

Ao fazer isso, é preciso também criar estratégias de engajamento e vínculo, já que o espaço físico do trabalho será alterado, assim como as interações que nele acontecem. Na ausência de proximidade física, é preciso utilizar dados para obter insights sobre o desempenho e o engajamento dos colaboradores. 

 

  1. Transformações na cultura organizacional: foco nas pessoas

 

A diversidade e a  inclusão são extremamente importantes nas organizações nesses novos tempos, dada a distribuição da força de trabalho e a inovação. Ao mesmo tempo, as empresas também terão que tomar as medidas necessárias para impulsionar a inclusão nos novos modelos de trabalho e estratégias de retenção. 

 

Nesse cenário, a conexão com as pessoas que fazem a organização se tornará ainda mais importante. De acordo com o estudo da ADP, as pessoas que se sentem fortemente conectadas ao seu empregador possuem 75%  mais probabilidade de estar totalmente engajadas do que os colaboradores que não se sentiam conectados. Isso implica que as organizações precisam aumentar seu foco em seus funcionários, bem como criar e propagar um propósito forte na cultura organizacional, que conecte e envolva as pessoas.

 

  1. Dados precisos irão aumentar a produtividade e a retenção de talentos

 

Além do engajamento e desempenho dos funcionários, existem estratégias importantes baseadas em dados. Por isso, é relevante investir em plataformas de captação e análise de dados de pessoas. 

 

Veja aqui: People analytics: tudo o que você precisa saber!

 

Na última década, a revolução da análise de pessoas foi anunciada como uma nova era para o RH. O único problema? Foi uma revolução para uma pequena elite, não para as massas. 

 

Embora algumas empresas tenham lucrado com People analytics por anos, a maioria das empresas tem trabalhado com o básico – mas isso está prestes a mudar: 73% das empresas dizem que será uma grande prioridade nos próximos cinco anos.

 

55 % das empresas dizem que ainda precisam de ajuda com análises básicas de pessoas

 

O RH está se tornando mais amigável ​​aos dados – e isso está acontecendo rapidamente. Os Gestores de RH estão rapidamente adquirindo habilidades de análise de dados e as trabalhando em uma série de práticas diferentes. 

 

As mais comuns são medir o desempenho dos funcionários (68% das empresas), planejar e orientar a força de trabalho (58%) e avaliar os canais de recrutamento (48%).

 

Assim, para tomar decisões com segurança, as empresas precisam contar com dados precisos e em tempo real. Dados de alta qualidade desempenharão um papel crítico para fornecer confiança às empresas. 

 

  1. Tecnologia e inovação irão acelerar o crescimento 

 

Com um local de trabalho distribuído, tecnologia e inovação desempenharão um papel fundamental em reunir pessoas e dados e tornar as coisas possíveis. Mais empresas buscarão a tecnologia para melhorar a eficiência, expandir as capacidades e voltar a se concentrar no crescimento.

 

Entre essas tecnologias estão a inteligência artificial (IA), o aprendizado de máquina (ML), e as plataformas de gestão de pessoas que já estão ajudando as organizações a automatizar muitas de suas funções e processos. 

 

Na verdade, de acordo com um relatório recente da Fortune Business Insights ™, a taxa de crescimento do tamanho do mercado de IA entre 2020 e 2027 deve ser de 33,2%. Além disso, quando as tecnologias se tornarem regulares nas organizações, as funções também evoluirão e haverá um aumento na contratação baseada em habilidades de domínio desses tecnologias. Isso impulsionará a inovação.

 

Conclusão: tendências de trabalho para o próximo ano 

 

O ano de 2022 continuará a ver as organizações experimentando novos modelos de trabalho, como remotos e híbridos, para fornecer a flexibilidade necessária para seus funcionários. Ao mesmo tempo, os empregadores terão que continuar se concentrando em alguns aspectos para manter os colaboradores felizes, valorizados e engajados.

 

Alguns desses fatores incluem salários e benefícios, qualificação e requalificação a partir de educação corporativa, uma cultura corporativa saudável e inclusiva e caminhos de carreira. Simultaneamente, eles também terão que buscar a contratação de funcionários com as habilidades apropriadas que ajudarão a organização a crescer, as tendências mostram o domínio da tecnologia e as soft skills

 

Para tornar tudo isso possível, os empregadores terão que investir na tecnologia certa. 

 

De acordo com a Pesquisa de Tecnologia de RH da PwC 2020, as principais prioridades para tecnologia de RH até 2022 incluem ferramentas de aquisição de talentos, experiência dos colaboradores, mapeamento de habilidades e trajetória de carreira, recrutamento inteligente, automação de processos, percepções de negócios e jornadas de aprendizagem personalizadas. Se as organizações puderem construir uma cultura de engajamento  e utilizar as tecnologias da maneira certa, elas podem olhar para um caminho de crescimento no próximo ano. 

 

O que você acha que são algumas das tendências que irão impulsionar a transformação do trabalho no próximo ano?

 

Gostou desse conteúdo? Compartilhe!

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias