Nosso Blog

RH Ágil: o que é e como implementar?

Na atualidade, as organizações antenadas nas mudanças estão buscando construir equipes diversas e conectadas entre si para atingir resultados cada vez mais rápidos e eficientes. Os modelos tradicionais de planejamento e execução de projetos corporativos estão sendo substituídos por metodologias mais ágeis, focadas em pessoas.

 

Assim como nas outras áreas, o RH das empresas está fortemente imbuído com essa nova forma de trabalho.

 

Melhorar a cultura de trabalho; adaptação rápida às mudanças; construir e dar suporte a uma rede de pessoas capacitadas, engajadas, independentes e colaborativas, essas são as premissas para o desenvolvimento da gestão de pessoas na atualidade. 

 

O RH ágil é uma forma de trabalho contínua na gestão de pessoas, com processos e metodologias capazes de acompanhar a velocidade das mudanças sociais e tecnológicas.

 

O que é um RH ágil?  

 

A agilidade hoje é moeda de troca no mundo dos negócios. Quem estiver monitorando as mudanças no mercado e souber se adaptar rapidamente pode criar novas oportunidades. E quem for lento demais para se adaptar, já está ficando para trás.

 

No centro de todas estas mudanças há um elemento em comum: as pessoas. Pessoas capacitadas para gerir e acompanhar as mudanças tecnológicas e aptas ao trabalho em diferentes frentes. Essa é a lógica de um RH ágil. 

 

 

Young people working together in office

 

O que há de novo no RH ágil? 

 

O RH ágil é um movimento focado nas transformações da cultura das empresas. Transformações estas, que precisam ser adaptáveis e que ajudem a construir e dar suporte a uma rede de pessoas capacitadas e engajadas. 

 

Por isso, a área de recursos humanos é crucial.

 

O método ágil propõe mudanças na forma tradicional de fazer gestão de pessoas. Criado em 2019, e inspirado pelo Manifesto Ágil de 2001, as diferenças entre um de um RH ágil e um RH tradicional são: 

 

  • Redes colaborativas mais do que estruturas hierárquicas;
  • Transparência mais do que sigilo;
  • Adaptabilidade mais do que prescrição;
  • Inspirar e comprometer-se mais do que gerenciar e reter;
  • Motivação intrínseca mais do que recompensas extrínsecas;
  • Ambição mais do que obrigação.

 

Como implementar um RH ágil?

 

Possuir um RH mais ágil significa deixar de ser uma área operacional, repleta de tarefas manuais e exaustivas para se tornar um RH estratégico, que pode focar mais no colaborador.

 

Dentre as principais estratégias de desenvolvimento da agilidade na gestão de pessoas, está a tecnologia. Ela presta o serviço de reduzir tempo e custo das atividades. 

 

O principal recurso para construir essa agilidade são as plataformas LMS e de automatização de processos como Recrutamento e Seleção, Avaliação de desempenho e Feedbacks, tudo de forma online e eficiente. 

 

Com uma plataforma LMS é possível desenvolver as pessoas através da educação corporativa. Com ela, o profissional de RH consegue criar treinamentos e desenvolvimentos mais assertivos, permitindo que o potencial de cada um seja melhor aproveitado. 

 

Além de ter uma visão mais analítica das entregas da própria área, tendo insumos para participar das decisões estratégicas da empresa.

 

RH ágil e seu o impacto nas organizações:

 

  1. Recrutamento e Seleção

Os processos de recrutamento e seleção de pessoas precisam ser cada vez mais rápidos e assertivos. 

 

Contratações incertas e que não atendem mutuamente às necessidades da empresa e do colaborador podem resultar em altos índices de turnover, atraso em projetos importantes, ou até mesmo a perda de recursos da empresa. 

 

No RH ágil, o tempo e as pessoas são os ativos mais valiosos das organizações. Por isso, possuir ferramentas de automação, que ajudem nos processos de contratação, é muito importante. 

 

Em plataformas LMS, como a da Umentor, é possível tornar o recrutamento e seleção um processo ágil e eficaz com os benefícios de: Geração de currículo automático; Funil de Contratação; Match de candidatos; Envio automático de feedbacks para os candidatos, por exemplo. 

 

  1. Feedback e Avaliações de Desempenho

Dois pontos cruciais para o desenvolvimento de um RH ágil: feedbacks assertivos e constantes e avaliações de desempenho cíclicas. 

 

Na cultura ágil, esses processos ocorrem de forma mais pontual, imediata e constante do que no método tradicional. 

 

Como isso acontece? Através de reuniões periódicas individuais e de equipe, avaliação de desempenho em ciclos ou após a conclusão de um projeto e no dia a dia, na interação entre os colaboradores.

 

Na plataforma da Umentor, por exemplo, é possível construir indicadores e gráficos que correspondem à avaliação de desempenho, além de estruturar o PDI dos colaboradores de forma extremamente eficaz. 

 

Por meio do sistema,  gestores e colaboradores  estão em constante diálogo. Além disso,  é possível implantar estratégias importantes para retenção de talentos como:  Pesquisa de clima; Pesquisa de liderança; Pesquisa pulse  Controle de metas e objetivos e  Feedback Estruturado. 

 

  1. Papel das lideranças

 

Entre as premissas do RH ágil está a mudança do papel das lideranças. Os gestores nesse movimento têm um papel menos centralizador e mais incentivador da autonomia de seus liderados. 

 

O que isso quer dizer? Os líderes passam a ser mentores que guiam e promovem o crescimento individual dos colaboradores. Possuir equipes autônomas e que se autogerenciem em determinados processos é um fator importante para agilidade dos processos. 

 

 

Isso significa atentar ao novo papel das lideranças, voltado para a supervisão e desenvolvimento dos colaboradores. 

 

Veja aqui: Como liderar para diferentes gerações.

 

  

  1. Treinamento e qualificação

O foco de um RH ágil são as pessoas, portanto, investir no desenvolvimento das pessoas que fazem parte da organização é a principal estratégia. 

 

Por quê? Para que os processos de dentro da organização se tornem mais eficientes e consequentemente mais rápidos, é preciso qualificar as equipes. É nesse ponto que entra a educação corporativa, uma prática da gestão de pessoas que promove o engajamento e a motivação dos profissionais por meio de estratégias de capacitação e aprendizado. Isso gera profissionais melhor preparados e estimulados para manutenção e desenvolvimento da cultura organizacional. 

 

Dessa forma, torna-se uma das responsabilidades da área de recursos humanos estimular o aprendizado e desenvolvimento contínuo dos colaboradores – seja por iniciativa própria ou por meio de programas institucionais, como a criação de uma Universidades Corporativa.

 

A Umentor oferece, por meio da sua plataforma LMS, uma Universidade Corporativa completa, com mais de 160 cursos prontos em diversas áreas. Com ela, é possível customizar e incluir novos treinamentos para soft skills sem custo adicional.

 

Além disso, na conclusão dos cursos a emissão de certificados é automática e personalizada. Entre outros recursos estão a possibilidade de desenvolver trilhas de aprendizagem; Gamificação; Interface mobile; Dashboards e Ranking de cursos. 

 

Veja aqui a importância da Gamificação na educação corporativa

 

Resumindo o RH Ágil: 

 

  • Recrutamento – o RH ágil tem uma estratégia de employer branding contínua para atrair talentos;
  • Treinamento e desenvolvimento – um ambiente de aprendizado constante é formado, no qual funcionário consegue se desenvolver em diversos âmbitos que independem da sua área de atuação;
  • Projeção de carreira – por conta dos programas de treinamento e desenvolvimento bem estruturados, o funcionário consegue uma gama maior de conhecimento, podendo atuar em várias frentes e trazer soluções diferentes para suas tarefas do dia a dia;
  • Gestão de talentos – com a metodologia ágil, o colaborador se torna responsável pelo próprio desenvolvimento, já que possui uma boa base de treinamentos. Além disso, o RH Ágil facilita que gestores sejam ativos nos processos de atração, desenvolvimento e avaliação.

 

Com o RH ágil, a organização passa a ser impactada com mudanças reais e visíveis. Dentre as principais mudanças, está a redução do tempo e maior qualidade de alguns processos que consequentemente geram um retorno financeiro. 

 

Com mais tempo, o RH ágil investe em outros processos que culminam no aumento da produtividade dos colaboradores. 

 

Compartilhe
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn
Últimas Notícias