Gestão de RH com resultados é 
importante para você? Confira nosso Blog!

Treinamento e Desenvolvimento de funcionários: um guia para gerentes de RH

O treinamento e o desenvolvimento dos funcionários oferecem ao capital humano de uma empresa a chance de cultivar suas habilidades e melhorar seu desempenho, considerando as funções atuais e futuras. O resultado é aumento de produtividade, motivação e, sem dúvida, aumento de resultados.

 

Então, como você cria um plano de treinamento para sua empresa? Aqui explicamos o quais as ações estão envolvidas, os benefícios e os tipos de treinamento disponíveis, além de um guia passo a passo para a criação de um programa de treinamento e desenvolvimento

 

O que é treinamento e desenvolvimento de funcionários?

 

O treinamento de pessoal visa aprimorar as habilidades e conhecimentos que um funcionário precisa para se tornar mais eficiente em sua função atual ou aspirar a uma posição mais sênior. Em outras palavras, incentivar o aprendizado e o desenvolvimento.

 

Idalberto Chiavenato, conceituado especialista em Gestão de Recursos Humanos e autor de várias publicações, define a formação, como explica este estudo, como

“um meio que desenvolve as competências das pessoas para que sejam mais produtivas, criativas e inovadoras, para que contribuam melhor aos objetivos organizacionais e tornam-se cada vez mais valiosos. Assim, o treinamento é uma fonte útil, pois permite que as pessoas contribuam efetivamente para os resultados do negócio”,

John P Wilson, por sua vez, em Human Resource Development, cita o exemplo do Glossário de Termos de Treinamento da Manpower Services Commission, que define o treinamento como

 

“um processo planejado para modificar atitude, conhecimento ou comportamento de habilidade por meio de experiência de aprendizado para alcançar um desempenho eficaz em uma atividade ou gama de atividades. Sua finalidade, na situação de trabalho, é desenvolver as habilidades do indivíduo e satisfazer as necessidades atuais e futuras da organização.”

O treinamento e desenvolvimento de pessoal também é, às vezes, chamado de requalificação ou upskilling. O primeiro envolve a formação de um colaborador para que possa assumir um papel diferente dentro da organização, enquanto o segundo, upskilling, visa ensinar ao colaborador novas competências para otimizar o seu desempenho. Os benefícios da requalificação e qualificação são semelhantes às vantagens do treinamento em geral.

 

Como a área de T&D mudou nos últimos anos nas empresas ?

 

Os últimos 30 anos testemunharam mudanças radicais no campo dos recursos humanos. O gerente de RH, antes um instrutor de equipe, agora é um facilitador de aprendizado. E o funcionário, antes um simples recurso, renasceu como um ativo multifacetado da empresa.

Esta mudança teve origem nos anos 80 e 90 com a tendência emergente para a “organização de aprendizagem”. À medida que o desenvolvimento e o treinamento subiam na lista de prioridades orçamentárias, as salas de aula começaram a se encher de forças de trabalho ansiosas para se manterem atualizadas com as habilidades e conhecimentos necessários para garantir o sucesso de suas organizações.

Naquela época, as necessidades de treinamento dos funcionários eram armazenadas em um humilde banco de dados, que listava os requisitos de cada cargo dentro da organização. Um mundo distante dos programas sofisticados que temos hoje.

No entanto, os avanços tecnológicos aceleraram gradualmente o processo. Primeiro vieram os CDs e arquivos multimídia. E alguns anos depois, a internet chegou e o treinamento online finalmente estreou. O treinamento de repente se tornou amplamente acessível e barato. Os próprios gerentes de RH podem criar cursos em vídeos armazenados na nuvem. Além disso, surgiram as plataformas de treinamento online, colocando o conhecimento especializado ao alcance de todos.

‍Estes desenvolvimentos desencadearam uma mudança de mentalidade nas empresas para a formação contínua e personalizada. Cada colaborador está em constante evolução e tem à sua disposição as ferramentas para se aprimorar e crescer profissionalmente de acordo com suas necessidades individuais.

 

A importância do treinamento e desenvolvimento dos colaboradores

 

A formação é um elemento-chave da cultura organizacional de uma empresa, principalmente devido à natureza dos mercados em rápida mudança. Algo que funciona hoje pode estar totalmente obsoleto amanhã. Estabelecer processos de treinamento contínuo, portanto, ajuda a equipe a se manter atualizada e se adaptar rapidamente aos desenvolvimentos à medida que eles surgem.

 

A importância do treinamento dos funcionários também está intimamente ligada à motivação. Todos nós queremos sentir que estamos fazendo bem o nosso trabalho e que nossos chefes apreciam nossos esforços. Incentivos de treinamento vinculados a metas de desenvolvimento são, portanto, frequentemente muito bem recebidos pelos funcionários.

 

Também vimos, como mostra este estudo do Linkedin, que o treinamento atende a diversas necessidades de pessoal, por isso desenvolver um programa de treinamento interno agora é visto como indispensável. Uma empresa que investe em seu pessoal é mais respeitada não apenas por seus funcionários, mas também por talentos externos.

 

Esse também é o caso dos planos de carreira. São ações de formação individualizadas para cada colaborador, centradas na sua preparação para a ascensão profissional. Desenvolver um plano de carreira na empresa motiva os colaboradores a crescer e a sentirem-se mais valorizados.

 

Isso está de acordo com o plano de promoção interna da empresa, que estabelece uma série de metas a serem alcançadas pelo colaborador para sua ascensão interna.

 

Este triângulo de formação, plano de carreira e promoção interna dá aos colaboradores uma visão clara do seu percurso na empresa e dos passos que devem dar em cada etapa para alcançar os seus objetivos.

 

Veja aqui: Plano de desenvolvimento individual, o que é e como fazer?

 

Os benefícios de oferecer treinamento aos funcionários

 

Existem muitos métodos diferentes para implementar um programa de treinamento de pessoal da empresa. Mas qualquer um que você escolher, você pode ter certeza de benefícios substanciais.

 

Benefícios para os funcionários 

 

Os destaques dos benefícios para funcionários incluem:

 

1. Aumento da satisfação e motivação dos funcionários: investir em treinamento gera sensação de apoio e confiança, resultando em uma força de trabalho satisfeita e motivada.

 

2. Uma análise personalizada para cada funcionário: a análise de necessidades de treinamento dá aos funcionários uma visão clara de seu nível atual e identifica seus pontos fortes e áreas de melhoria.

 

3. Oferece oportunidade de aprendizado para toda a força de trabalho: o treinamento também é um meio para garantir a igualdade de oportunidades dentro da empresa. A experiência é importante, mas também é importante adquirir novos conhecimentos e estar atualizado com os últimos desenvolvimentos do setor. Alguns funcionários ingressam na empresa em estágios para adquirir novas habilidades e, com o tempo, acabam permanecendo na empresa.

 

4. Preparar os trabalhadores para assumir novas responsabilidades: os programas de treinamento também ajudam os funcionários a evoluir e se candidatar a cargos mais altos na empresa. Eles adquirem as habilidades necessárias para assumir novas responsabilidades.

 

5. Mostre aos funcionários que eles são valorizados: os funcionários que participam desses programas se sentem valorizados e investidos pela empresa. Melhorar suas habilidades não apenas os torna melhores trabalhadores, mas também os faz sentir-se mais integrados à equipe e engajados.

 

Benefícios para empresa

 

Por outro lado, o treinamento ajuda as empresas a:

 

1. Melhorar a eficiência: um funcionário que recebe treinamento sob medida para suas necessidades será capaz de fazer seu trabalho com mais eficiência e, portanto, obter melhores resultados.

 

2. Aumentar a produtividade e o cumprimento das normas: as empresas costumam ter um aumento de produtividade quando investem em treinamento. A eficiência aprimorada do processo garante o sucesso de um projeto e, por sua vez, aumenta sua lucratividade.

 

3. Aumentar a inovação em novas estratégias: a formação contínua, o desenvolvimento de novas competências e a consolidação das competências dos colaboradores resultam frequentemente num pensamento inovador em todas as áreas de negócio.

 

4. Reduzir a rotatividade de funcionários: o treinamento faz com que os funcionários se sintam valorizados, o que aumenta seu engajamento e, ao mesmo tempo, reduz a chance de serem influenciados pela oferta de um concorrente.

 

5. Melhorar a imagem corporativa: uma estratégia de treinamento sólida e bem-sucedida melhora a imagem da marca do empregador. Isso torna mais atraente para futuros candidatos, facilitando a atração de talentos.

 

Os principais objetivos do Treinamento e Desenvolvimento de funcionários 

 

O treinamento de pessoal deve ser direcionado a uma série de objetivos, assim como qualquer outra atividade empresarial:

 

Certificar-se de que um indivíduo é adequado para o cargo que ocupa

Cada função de trabalho em uma empresa tem responsabilidades que exigem habilidades ou conhecimentos específicos. O treinamento é vital para garantir que essas necessidades profissionais sejam atendidas.

 

Objetivos atingidos

Sejam objetivos individuais ou de negócios, o treinamento fornece as ferramentas de que os trabalhadores precisam para atingir as metas estabelecidas. Ele reforça todas as áreas fracas identificadas para ajudar os funcionários a atingir o nível necessário. Consequentemente, é imperativo que o departamento de RH alinhe os planos de formação com os objetivos acordados.

 

Atrair e reter talentos

O treinamento também desempenha um papel importante na imagem da marca empregadora. Os funcionários tendem a ter uma visão positiva das organizações que investem no desenvolvimento e crescimento dos funcionários. Isso não apenas ajuda a reter talentos, mas também atrai candidatos externos.

 

Promover uma mentalidade de mudança dentro da organização

A formação contínua é sinónimo de evolução e mudança constante. A promoção de uma cultura de acolhimento à mudança facilita a introdução de novos desenvolvimentos na empresa e a adaptação dos colaboradores às diferentes realidades.

 

Tipos de treinamento de funcionários

 

Existem diferentes tipos de treinamento de funcionários, que veremos em dois grupos:

 

Métodos de treinamento

 

Quando nos referimos a métodos, estamos falando sobre o canal ou meio pelo qual o treinamento é ministrado. Neste caso, existem três tipos diferentes:

 

Treinamento on-line: treinamento que ocorre por meio de uma plataforma na Internet. Os cursos são ministrados ao vivo ou off-line, para que os usuários possam acessar os materiais quando quiserem e de onde quiserem. Essa flexibilidade o torna muito popular, o que se reflete na infinidade de recursos online e plataformas de terceiros que podem ser encontrados hoje.

 

Treinamento interno: os colaboradores recebem treinamento presencialmente em seus próprios escritórios. A empresa pode contratar uma empresa ou um especialista para ir ao local de trabalho para ministrar o treinamento.

 

Treinamento colaborativo entre pares: este tipo de treinamento envolve a organização de sessões dadas pelos funcionários da própria empresa em suas áreas de especialização. Assim, eles compartilham informações, experiências e conselhos práticos entre si. Aqui também há um resultado indireto de melhoria na comunicação e nas relações de trabalho entre as equipes.

 

As 4 etapas do processo de treinamento

 

De acordo com L. Van Gelder, existe um método de aprendizagem denominado “Análise Pedagógica”.

 

Análise Pedagógica

 

Este primeiro passo neste modelo é definir o ponto de partida e a experiência atual, a partir do qual os objetivos de aprendizagem são estabelecidos. Essas informações orientam os tópicos de treinamento, métodos de aprendizagem e atividades. Os eventuais resultados são monitorados e avaliados e, dependendo dos resultados alcançados, os objetivos serão novamente revistos. Com base neste modelo, podemos identificar quatro fases do processo formativo:

 

1. Análise das necessidades de treinamento

 

A primeira etapa envolve definir a posição inicial, analisar as habilidades atuais do funcionário e registrar as necessidades de treinamento identificadas. Dessa forma, garantimos que os funcionários adquiram novas habilidades e habilidades que serão úteis para sua função atual ou para uma posição futura.

As metas de treinamento geralmente estão relacionadas aos objetivos do negócio. Portanto, revisar a estratégia e as metas de negócios nesse estágio é uma prática padrão.

 

2. Definir metas de aprendizagem

 

O próximo passo é converter as necessidades de treinamento em metas de aprendizagem. Um objetivo de treinamento deve ser três coisas:

 

  1. Específico
  2. Relacionado ao desempenho eficaz
  3. Mensurável

 

Dessa forma, as metas ajudam a projetar um programa de treinamento eficaz voltado para a melhoria das habilidades dos trabalhadores.

 

3. Escolha do método e design de conteúdo

 

É hora de decidir sobre os temas de treinamento, métodos de ensino e atividades que serão realizadas. Isso normalmente é feito por um provedor ou instrutor externo e, idealmente, com a participação do aluno.

 

Nesta fase, geralmente também decidimos as técnicas de treinamento, o ritmo de aprendizado, o local do treinamento e muitos outros fatores importantes.

 

4. Monitoramento e treinamento

 

A última fase do processo de aprendizagem é o acompanhamento e a avaliação. É quando analisamos os objetivos de aprendizagem em relação aos resultados alcançados para medir a eficácia do treinamento. Também pode ser um bom momento para medir o ROI do treinamento; ou seja, o retorno financeiro gerado.

 

A ligação entre avaliações de desempenho e treinamento

 

Treinamento e Desenvolvimento conectado à Avaliação de Desempenho

 

A ligação entre avaliações de desempenho e planos de carreira ou treinamento fica evidente quando entendemos como eles dependem um do outro. A avaliação de desempenho é uma etapa essencial para determinar a posição inicial de um colaborador, identificar seus pontos fortes e pontos de melhoria e, por fim, estabelecer necessidades de treinamento.

 

Com esta informação podemos desenhar um plano de carreira ou formação personalizado e, por conseguinte, eficaz. Se, por outro lado, não soubermos quais áreas precisam ser melhoradas, o treinamento não terá o mesmo efeito.

 

Assim, as avaliações de desempenho devem sempre constituir o primeiro passo de qualquer plano relacionado ao desenvolvimento profissional de um funcionário. Esse processo nos dará as informações necessárias para prosseguir com confiança.

 

A Umentor é único sistema de RH que vincula automaticamente os +200 cursos dIponíveis para treinamento e desenvolvimento de funcionários com a Avaliação de Desempenho.

 

Garantindo o engajamento dos seus colaboradores com oportunidades de desenvolvimento e crescimento individual.

 

Nosso time de especialistas quer te apresentar a nossa plataforma, obviamente sem compromisso, e mostrar na prática como você vai construir uma equipe 100% engajada!

 

Solicite uma demonstração e permita-se se surpreender com a nossa solução!

 

Os passos para a construção de um plano de treinamento

 

Um plano de treinamento contém o conjunto de ações destinadas a aprimorar os conhecimentos e habilidades de um funcionário. Geralmente são elaborados, como vimos, com base em avaliações de desempenho para personalizar ao máximo a proposta de treinamento.

 

1. Identifique as necessidades da empresa

Um plano de treinamento contém o conjunto de ações destinadas a aprimorar os conhecimentos e habilidades de um funcionário. Geralmente são elaborados, como vimos, com base em avaliações de desempenho para personalizar ao máximo a proposta de treinamento.

 

2. Defina as metas do programa

Tente alinhar as metas de treinamento com os objetivos da empresa e estabeleça metas claras. Esta etapa é crucial se quisermos avaliar a eficácia dos cursos em uma data posterior.

 

3. Envolva os funcionários

Se a equipe fizer parte do processo de concepção e planejamento, é muito mais provável que seja motivada pelo treinamento, o que aumentará as chances de sucesso.

 

4. Crie experiências úteis, personalizadas e apelativas

Crie experiências de treinamento atraentes e personalizadas usando novos métodos de aprendizado, como gamificação. Isso ajudará a envolver mais seus funcionários no processo.

 

5. Planeje o treinamento

A etapa de planejamento envolve elementos como quem ministrará o treinamento, onde será realizado, quanto tempo levará, etc. Certifique-se de que o lado logístico esteja bem organizado.

 

6. Assuma o controle dos resultados

Finalmente: como avaliar um plano de treino? Analisar os resultados do treino em relação aos objetivos traçados no início. Isso ajudará a introduzir modificações no plano de treinamento para incentivar a melhoria contínua.

 

Para saber mais, Solicite uma demonstração e permita-se se surpreender com a nossa avaliação de desempenho automática!

 

Se este texto foi útil para você, compartilhe!

Você merece 
uma equipe 
engajada

A jornada completa do seu colaborador na Plataforma de RH da Umentor: Software de Recrutamento e seleção, Avaliação de Desempenho automática e Universidade Corporativa online em um único lugar!

Seu nome completo *
Seu e-mail corporativo *
DDD + Telefone *
Nome da Empresa *
Número de funcionários *
Seu cargo na empresa *
online
Ao utilizar o chat, você aceita a nossa Política de Privacidade.
Avatar